Página 1 dos resultados de 1594 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

‣ O transporte urbano e a circulação na abordagem espacial: análise do transporte coletivo urbano da região do ABCD, grande São Paulo

Grotta, Carlos Alberto Diniz
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 371 f. : il. + 7 mapas
Português
Relevância na Pesquisa
68.2405%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Geografia - IGCE; O presente trabalho busca estudar o transporte público urbano da região do ABCD, área metropolitana de São Paulo, aplicando-se a abordagem espacial sobre seu espaço da circulação, utilizado por este tipo de transporte. Por esta região ser parte da maior área metropolitana do país, e onde se concentra sua maior produção industrial, o estudo deste sistema de transporte é significativo para o conhecimento da sua inserção num contexto histórico e sócio-econômico importante. Para isto, foi necessário o levantamento dos meios de transporte utilizados na região e seu emprego pela população. Igualmente, buscou-se estudar o histórico do transporte público urbano, vinculando-o à Geografia urbana da região. Com base na aplicação da abordagem espacial, verificou-se que o elo de ligação entre o transporte e a geografia reside, sobretudo, na acessibilidade, apesar da importância quantitativa da mobilidade. E, a acessibilidade, se vincula diretamente ao conceito de redes. Assim, com base nestas premissas, elaboramos uma teoria da acessibilidade espacial, e a aplicamos a um modelo de transporte público para a região...

‣ Planejamento, energia e meio ambiente no transporte urbano; Energy planning and environment in urban transport

Mauro Donizeti Berni
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/1998 Português
Relevância na Pesquisa
68.394087%
Este trabalho trata do planejamento no transporte urbano enfatizando as questões energética e ambiental no país e em algumas das mais importantes cidades brasileiras. O setor de transportes possue um elevado potencial de conservação de energia, tendo sido realizados até agora poucos avanços nesta área, principalmente no Brasil. As possibilidades, estratégica e/ou economicamente vantajosas, de substituição de energéticos também são inúmeras. O transporte urbano, dada sua forte inserção na complexa problemática do planejamento urbano, representa o maior desafio, no setor, na busca de sua otimização energética. A crescente preocupação, no Brasil e no mundo, com um melhor controle ambiental encontra, também, no transporte urbano um problema de difícil solução, devido aos pesados investimentos necessários para: viabilizar formas eficientes e pouco poluidoras de transporte coletivo; ampliar de forma satisfatória as redes viárias urbanas; e instalar equipamentos anti-poluição performantes e/ou utilizar combustíveis "limpos"; e devido às fortes resistências para se: promover mudanças significativas na ocupação do espaço urbano, freqüentemente bastante irracional nas médias e grandes cidades; e alterar hábitos perdulários no transporte individual de passageiros. O objetivo desta tese foi da realização de um estudo prospectivo para os próximos quinze anos...

‣ Projeção do consumo de combustíveis e de emissões no transporte urbano municipal - estudos de casos : São Paulo e Bogotá; Projection of fuel consumption and emissions from urban transport - case studies : São Paulo and Bogotá

Andrea Juliana Ortiz Jerez
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.318438%
O aumento da demanda de combustíveis e a conseqüente elevação dos níveis de emissões dos veículos de transporte rodoviário nas últimas décadas intensificam as preocupações sobre a segurança no suprimento de petróleo, poluição do ar e aquecimento global ao redor do mundo. As frotas de cidades densamente povoadas como São Paulo e Bogotá não tem sido devidamente acomodadas pela infraestrutura disponível, agravando a qualidade de vida de suas populações. O atual quadro do setor de transporte urbano nas cidades de São Paulo e Bogotá e sua possível evolução, em termos de veículos utilizados no transporte urbano, sua infra-estrutura e consumo de combustíveis constituem os focos deste trabalho. Para analisar tendências da demanda de combustíveis, emissões de poluentes e de gases de efeito estufa no transporte urbano de passageiros, nestas cidades, foi desenvolvido um modelo de projeção do tipo misto econométrico/simulação. São considerados dois cenários para as projeções. O primeiro, denominado "de referência", contempla a manutenção da evolução atual do transporte urbano, enquanto o segundo, denominado "alternativo", contempla uma evolução favorável da economia e o uso de novas tecnologias nos modos de transporte...

‣ Qualidade e produtividade em empresas de transporte urbano de passageiros

Bezerra, Oneida Barros
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiii, 156 f.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
67.827935%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; O objetivo deste trabalho é o desenvolvimento de uma proposta de sistema de controle de indicadores de qualidade e produtividade, para o acompanhamento e avaliação do processo de execução do serviço de transporte urbano de passageiros. Neste trabalho é feita uma análise do cenário gerencial da qualidade e produtividade do sistema de transporte público de passageiros, para o qual é apresentado um conjunto de indicadores propostos na literatura. Para acompanhamento destes indicadores é sugerido o uso de algumas das ferramentas de Controle Estatístico de Processos (CEP), as quais são implantadas na forma de um sistema computacional. Aspectos desta implantação são discutidos, de forma a tornar o sistema flexível e capaz de evoluir juntamente com as necessidades da empresa operadora. Para fins de validação do sistema proposto foi desenvolvido um modelo de simulação, com base no programa de operação de uma empresa de transporte público de Florianópolis (SC). Os resultados dos testes com o modelo de simulação e o sistema de controle proposto são analisados, indicando a viabilidade de implantação do referido sistema na prática. Recomendações adicionais para esta implantação são apresentadas.

‣ O impacto da tarifa na demanda por passageiros do transporte urbano de Florianópolis, 1985 - 2005

Conrado, Edgar José
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 53 f.
Português
Relevância na Pesquisa
67.861904%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; O presente trabalho buscou respostas à seguinte pergunta: qual o impacto da tarifa na demanda por passageiros no transporte urbano de Florianópolis? Esta pergunta é relevante diante do fato de que a população cresceu em números superiores aos de passageiros e de que essa demanda mostrou de estagnada e em declínio, especialmente a partir de 1997, considerando o período de 1985 a 2005. Para responder a essa pergunta, analisamos a tarifa no período de junho de 1994 a dezembro de 2005 juntamente com os fatores que influenciam no seu cálculo. Nessa pesquisa é realizado um estudo da demanda por passageiros, oferta de viagens, ocupação média e perfil dos usuários do sistema de Florianópolis. Buscamos também estudar a evolução dos setores de motos, carros e lanchonetes, pois o aumento da tarifa no transporte urbano de Florianópolis e a redução da demanda de passageiros podem ter influenciado no crescimento desses setores. Depois de identificados esses bens substitutos e suas correlações com a demanda por passageiros, realizamos uma simulação de escolha por parte do consumidor entre ônibus, carros e motos.

‣ Um modelo computacional para a simulação de sistemas de transporte urbano; A computational model for urban transportation system simulation

Morais, Daniel Marques Gomes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.08871%
Atualmente as dificuldades enfrentadas no deslocamento urbano são consideradas um dos maiores problemas, especialmente nas grandes cidades. O planejamento adequado do sistema de transporte urbano é fundamental para minimizar o tempo e os custos de deslocamento, melhorando a qualidade de vida da população e o próprio funcionamento do ambiente urbano. Esta dissertação parte da premissa de que os sistemas de simulação podem ser usados para estudar diferentes alternativas para melhorar o sistema de transportes, servindo de base para a tomada de decisão de forma a otimizar o deslocamento urbano. Assim, este trabalho apresenta o desenvolvimento de um modelo computacional para simulação do sistema de transporte urbano. O modelo proposto combina características dos modelos mesoscópicos e microscópicos, incluindo o comportamento dos usuários no planejamento da rota. Um framework para o desenvolvimento de aplicações de simulação é descrito e testado com uma implementação usando como cenário o Metropolitano de São Paulo (Metrô), considerando-se dados da pesquisa Origem-Destino para teste e validação do modelo aqui proposto.; Nowadays, the difficulties faced in urban displacement are considered a major problem, especially in big cities. Proper urban transport system planning is essential to minimize travel time and costs...

‣ Identificação de fatores que contribuem para o uso da bicicleta como transporte urbano

Oliveira, Jonara Machado de
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 173 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
67.93155%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo; O uso da bicicleta como meio de transporte tem sido identificado como vantajoso para a mobilidade nas cidades, entretanto, a quantidade de estudos sobre a percepção dos ciclistas em relação ao meio urbano e de seu entorno imediato é bastante limitada, especialmente no Brasil. Buscando identificar fatores que contribuem para o uso da bicicleta como transporte urbano, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, exploratória e descritiva, com entrevistas realizadas em Florianópolis, Estado de Santa Catarina. Na revisão bibliográfica foram consideradas a evolução da mobilidade no espaço urbano; características, particularidades e potencialidades da bicicleta; preferências dos ciclistas e seu processo de percepção do ambiente. Para identificar atributos positivos e negativos dos trajetos, foi utilizada uma amostra de vinte ciclistas, que desenharam o mapa mental de seus caminhos usuais e responderam a uma entrevista com cinquenta e duas perguntas abertas. Os dados obtidos na entrevista foram tratados através de análise de conteúdo. As respostas foram identificadas, quantificadas...

‣ Caracterización de los criterios logísticos clave de transporte urbano de pasajeros para el barrio Belisario Caicedo de la Comuna 20 en Santiago de Cali

Fonte: Universidad Autónoma de Occidente; Maestría en Logística Integral Publicador: Universidad Autónoma de Occidente; Maestría en Logística Integral
Tipo: Bachelor Thesis; Trabajo de Grado Formato: PDF
Português
Relevância na Pesquisa
68.087686%
Uno de los grandes retos de las urbanizaciones es garantizar de manera eficiente el desplazamiento de los individuos y mercancías a sus puntos de destino. Los problemas de movilidad urbana han puesto de relieve las diferentes dificultades sociales, económicas y medioambientales que se vivencian a diario en las ciudades. Por lo que el objetivo de este proyecto es establecer los criterios logísticos claves para evaluar la eficiencia del transporte urbano de pasajeros, adecuado a zonas de múltiples servicios públicos en Colombia, específicamente en el barrio Belisario Caicedo de la Comuna 20 de la ciudad de Santiago de Cali. Para alcanzar los objetivos propuestos se hizo un mapeo bibliográfico a nivel mundial que permitió identificar las mejores prácticas sobre la movilidad urbana y el transporte multimodal de pasajeros. Una vez identificados los conceptos teóricos se propuso una taxonomía de criterios logísticos para los sistemas de transporte urbano y se finalizó la validación de la propuesta en una zona de estudio de la ciudad de Santiago de Cali. Como resultados se encontró que: (i) los problemas de movilidad no sólo se presentan en los países en vía de desarrollo sino que también en los grandes centros urbanos del mundo; (ii) se generó una propuesta taxonómica de los criterios logístico de movilidad para los sistemas de transporte urbano de pasajeros y; (iii) se presentó el estado actual de la movilidad en un sector específico de la ciudad de Santiago de Cali

‣ Análisis crítico del nuevo plan de transporte urbano de Santiago

Fernández-Lobbe Sáez, Diego
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
68.190205%
Seminario para optar al grado de Ingeniero Comercial; Existe un vínculo mutuo entre dónde vive la gente, y el sistema de transporte de una ciudad. La urbe se debe localizar cerca de un sistema de transporte, a la vez que los medios de transporte deben ser accesibles a la urbe de la ciudad. Dentro de este círculo, existen las actividades que realizan las personas. Estas actividades que las personas realizan diariamente, como ir a sus puestos de trabajo, ir al banco, ir al supermercado, al lugar de estudio, o simplemente ir a visitar a un familiar o amigo, dependen directamente de la localización de sus puntos de origen y de destino, como también dependen de la accesibilidad que estas personas tienen con respecto a sus rutas de traslado. Si se pensara en una ciudad como Santiago de Chile, donde viven alrededor de cinco millones de habitantes, tendrá que pensarse también en cinco millones de actividades diarias como mínimo por distintas razones. Estos cinco millones de actividades vuelven a cualquier ciudad del mundo, un lugar caótico para el traslado, si la ciudad no está preparada o no posee un sistema adecuado de transporte el cual pueda establecer un cierto orden y armonía. Es por esta razón, es decir, el mejoramiento de la calidad de vida de las personas...

‣ Análisis de la evolución de la infraestructura de transporte urbano entre 1992-2012 y las condiciones de accesibilidad y conectividad en la comuna de Quilicura

Escudero Muñoz, Catalina
Fonte: Univfersidad de Chile Publicador: Univfersidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
68.19105%
Geógrafo; Considerando que las ciudades están experimentando complejos procesos de crecimiento y cambios en sus dinámicas, el transporte se ha posicionado como un aspecto crucial en el desarrollo de las grandes urbes. De esta manera, la infraestructura de transporte urbano ha jugado un rol clave en la transformación de los patrones de movilidad. En las últimas décadas el Área Metropolitana de Santiago, ha experimentado una profunda transformación en su infraestructura de transporte urbano que articula los flujos intra - metropolitanos y las autopistas urbanas se han transformado en un elemento característico de la conectividad metropolitana, que ha generado externalidades tanto positivas como negativas. El objetivo de la presente investigación es analizar las condiciones de accesibilidad y conectividad que en la actualidad existen en la comuna de Quilicura, a partir de los procesos de crecimiento urbano y la relación con la evolución de la infraestructura de transporte entre los años 1992 y 2012. En la investigación se considera como hipótesis central que los altos estándares de infraestructura de transporte asociados a las autopistas concesionadas no se ven reflejados en un buen funcionamiento de la red de transporte en la comuna de Quilicura...

‣ Quantificação das deseconomias do transporte urbano: uma resenha das experiências internacionais; Texto para Discussão (TD) 586: Quantificação das deseconomias do transporte urbano: uma resenha das experiências internacionais; Quantification of diseconomies of urban transport: a review of international experiences

Vasconcellos, Eduardo de Alcântara; Lima, Iêda Maria de Oliveira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.302427%
Este documento descreve experiências internacionais sobre estudos de deseconomias e externalidade do transporte urbano e de modelos adotados para prevenção ou solução desses problemas. Define o conceito de externalidade no transporte urbano e o princípio econômico que permeia o seu estado, com exemplos de custos internos e externos em transportes. Discute as formas de medição e valoração das externalidades, faz uma breve descrição do tratamento desse tema no que diz respeito ao transporte urbano e descreve estudos feitos em vários países, divididos em gerais (desenvolvimento urbano e transporte) e específicos (congestionamento), concluindo como uma síntese classificatória da grande variedade dos estudos já realizados sobre transporte, desenvolvimento urbano e externalidades.; 48 p. : il.

‣ Gastos das famílias brasileiras com transporte urbano público e privado no Brasil: uma análise da POF 2003 e 2009; Texto para Discussão (TD) 1803: Gastos das famílias brasileiras com transporte urbano público e privado no Brasil: uma análise da POF 2003 e 2009; Expenditures of Brazilian families with private and public urban transport in Brazil: an analysis of the 2003 and 2009 POF-IBGE

Carvalho, Carlos Henrique R.; Pereira, Rafael Henrique M.
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.33943%
Este texto procura analisar os gastos das famílias brasileiras com transporte urbano público e privado com base nas edições de 2003 e 2009 da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Observou-se que em média as famílias brasileiras gastam cerca de 15% da sua renda com transporte urbano. Os gastos com transporte privado são cerca de cinco vezes maiores que os gastos com transporte público, com tendência de crescimento desta diferença. As políticas de estímulo ao transporte individual, aliadas ao crescimento de renda, estão levando as famílias de todos os estratos de renda a elevar suas despesas com transporte individual, intensificando seu uso no dia a dia com fortes impactos sobre as condições de mobilidade da população. À medida que a renda aumenta, maior ainda é a propensão a se gastar com veículos privados. Dessa forma, principalmente nos períodos de forte expansão de renda, torna-se importante a adoção de políticas voltadas para o uso racional do transporte individual, que restrinjam a circulação, mas não a aquisição de veículos, como a cobrança mais realística pelo uso do espaço urbano. Também são necessárias políticas de valorização e melhoria da qualidade dos sistemas de transporte público...

‣ Transporte urbano de passageiros: a tarifa como fonte de recursos; Texto para Discussão (TD) 273: Transporte urbano de passageiros: a tarifa como fonte de recursos; Urban passenger transport: the rate as a resource

Lima, Iêda Maria de O.
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.137983%
A tarifa é o mais importante instrumento de uma política de financiamento do transporte público urbano. No entanto, ainda se pode encontrar, na vasta literatura existente sobre o tema, diferentes concepções acerca da política tarifária que deveria ser adotada para os transportes públicos no Brasil. Sendo assim, analisa-se, neste trabalho: o conceito de tarifa; a contribuição que a teoria econômica pode oferecer para a política tarifária do transporte público urbano; o enfoque que deve ser dado ao estudo da tarifa - se do consumidor ou da produção; o uso do instrumento 'tarifa' como fonte de recursos no transporte urbano, tendo em vista as suas funções contraditórias de setor produtivo, cujo produto tem um largo alcance social; e a importância do gerenciamento de custos para que a tarifa possa ser efetivamente fonte de recursos.; 20 p.

‣ Atuação do Governo Federal no transporte urbano: porque é necessária; Texto para Discussão (TD) 233: Atuação do Governo Federal no transporte urbano: porque é necessária; Role of the Federal Government in urban transport: because it is necessary

Lima, Iêda Maria de Oliveira; Panariello, Lúcia Malnati; Arruda, Rosiclé Batista de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
67.861904%
O trabalho descreve o elenco das questões mais importantes do transporte urbano no Brasil, e desenvolve propostas de definição sobre a atuação do governo federal no setor, como uma das medidas sugeridas pelo Projeto de Reconstrução Nacional.; 15 p.

‣ O uso da sintaxe espacial na análise do desempenho do transporte urbano: limites e potencialidades; Texto para Discussão (TD) 1630: O uso da sintaxe espacial na análise do desempenho do transporte urbano: limites e potencialidades

Pereira, Rafael Henrique Moraes; Barros, Ana Paula Borba Gonçalves; Holanda, Frederico Rosa Borges de; Medeiros, Valério Augusto Soares de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.0501%
O presente estudo explora o potencial de aplicação da Sintaxe Espacial (SE) para se analisar os efeitos da configuração urbana sobre o desempenho do transporte nas cidades. Tomou-se como estudo de caso a configuração urbana dos sistemas viários do Distrito Federal (Brasil) e de suas 19 Regiões Administrativas (RAs) além da informação sobre o tempo médio despendido nos deslocamentos realizados em automóveis dentro desses sistemas. Com análises de Regressão Linear Simples, se buscou avaliar o efeito que o grau de integração das diferentes configurações urbanas (mensurado por variáveis configuracionais tradicionais e variáveis topo-geométricas) teria sobre o tempo médio despendido nesses deslocamentos. Os resultados encontrados sugerem que existe um baixo potencial para a aplicação das medidas topológicas mais tradicionais em estudos acerca dos efeitos da configuração viária sobre o desempenho do transporte urbano; que este potencial pode ser largamente ampliado ao se utilizar medidas topogeométricas para caracterização da configuração urbana; e que sistemas viários mais integrados e mais compactos (em termos topológicos e geométricos) tendem a proporcionar uma configuração urbana mais eficiente para o desempenho do transporte urbano motorizado com menores tempos de deslocamento.; 52 p. : il.

‣ Modernização gerencial: a ante-sala do financiamento do transporte urbano; Texto para Discussão (TD) 226: Modernização gerencial: a ante-sala do financiamento do transporte urbano; Management modernization: the anteroom of urban transport funding

Lima, Iêda Maria de Oliveira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.100396%
Este trabalho vincula a solução dos problemas de financiamento do transporte urbano à modernização das áreas organizacional, de recursos humanos, econômico-financeira, jurídico-institucional, programação, controle operacional e planejamento do órgão de gerência local. Mostra que a mobilização e o uso de fontes de financiamento para o transporte público urbano requer uma estrutura gerencial que torne os processos de negociação, implementação e acompanhamento mais rápidos e eficazes. Essa interdependência decorre da constatação de que não é a inexistência de propostas a limitante do financiamento do transporte urbano, mas as dificuldades de mobilização das fontes tradicionais e alternativas e de gestão dos recursos disponíveis. Essa modernização compreende desde reduzir entraves burocráticos, até promover modificações na organização do trabalho e da produção e implantar estruturas de manutenção e programas de racionalização que assegurem o aproveitamento máximo da capacidade instalada, tendo como instrumento de monitoração de um sistema de indicadores de produtividade dos recursos e de eficiência e eficácia dos serviços.; 21 p. : il.

‣ Gastos das famílias das regiões metropolitanas brasileiras com transporte urbano; Comunicados do Ipea 154 : Gastos das famílias das regiões metropolitanas brasileiras com transporte urbano

Brasil, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (Dirur); Brasil, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Assessoria Técnica da Presidência (Astec)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
68.117104%
A Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) é realizada periodicamente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com o objetivo principal de conhecer a estrutura de gastos e rendimento das famílias brasileiras, permitindo aferir os pesos dos componentes de despesas nos índices de inflação no país. Como resultado do trabalho, o IBGE disponibiliza uma base de dados amostral representativa do perfil desses gastos familiares, tornando-se, assim, uma fonte importante para se compreender o padrão de consumo de bens e serviços da população brasileira, em especial as despesas realizadas com transporte urbano. A POF 2009 utilizou uma amostra de 55.970 domicílios em todo o território nacional e seguiu a mesma estrutura da POF anterior (2003), permitindo análises comparativas e agregação de resultados por regiões, estados e 9 regiões metropolitanas (RM's) — São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Fortaleza, Salvador e Belém — nacionais originalmente definidas na Lei Complementar nº 14/1973. A data de referência considerada para atualização dos valores monetários foi 15 de janeiro em ambas as POF's consideradas neste trabalho. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é apresentar o perfil de gasto das famílias brasileiras residentes nas nove RM's nacionais com deslocamentos urbanos ou metropolitanos. Para se atingir esse objetivo...

‣ The use of space syntax in urban transport analysis : limits and potentials; Discussion Paper 188 : The use of space syntax in urban transport analysis : limits and potentials; O uso da sintaxe espacial na análise do desempenho do transporte urbano : limites e potencialidades

Pereira, Rafael Henrique Moraes; Holanda, Frederico Rosa Borges de; Medeiros, Valério Augusto Soares de; Barros, Ana Paula Borba Gonçalves
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Discussion Paper
Português
Relevância na Pesquisa
67.930737%
O presente estudo explora o potencial de aplicação da Sintaxe Espacial (SE) para se analisar os efeitos da configuração urbana sobre o desempenho do transporte nas cidades. Tomou-se como estudo de caso a configuração urbana dos sistemas viários do Distrito Federal (Brasil) e de suas 19 Regiões Administrativas (RAs) além da informação sobre o tempo médio despendido nos deslocamentos realizados em automóveis dentro desses sistemas. Com análises de Regressão Linear Simples, se buscou avaliar o efeito que o grau de integração das diferentes configurações urbanas (mensurado por variáveis configuracionais tradicionais e variáveis topo-geométricas) teria sobre o tempo médio despendido nesses deslocamentos. Os resultados encontrados sugerem que existe um baixo potencial para a aplicação das medidas topológicas mais tradicionais em estudos acerca dos efeitos da configuração viária sobre o desempenho do transporte urbano; que este potencial pode ser largamente ampliado ao se utilizar medidas topogeométricas para caracterização da configuração urbana; e que sistemas viários mais integrados e mais compactos (em termos topológicos e geométricos) tendem a proporcionar uma configuração urbana mais eficiente para o desempenho do transporte urbano motorizado com menores tempos de deslocamento.; 50 p. : il.

‣ Un referencial para evaluar la gestión pública en transporte urbano de carga

Betanzo-Quezada,Eduardo; Romero-Navarrete,José A.; Obregón-Biosca,Saúl
Fonte: Centro de Investigación y Docencia Económicas, División de Administración Pública Publicador: Centro de Investigación y Docencia Económicas, División de Administración Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.12056%
El transporte urbano de carga ha cobrado importancia en el mundo actual al reconocerse su contribución en la dinámica económica y social, pero también sus manifestaciones negativas, como congestionamiento vial, consumo de energía, contaminación y accidentes. El objetivo de este artículo es evaluar de manera global el sistema de transporte urbano de carga en la zona metropolitana de Querétaro (México), particularmente lo relativo a su gestión pública. La investigación pone en contexto el transporte de bienes en las ciudades y los esfuerzos metodológicos que buscan evaluar o monitorear sus efectos. En el aspecto experimental, este trabajo presenta un nuevo método junto con su aplicación en la zona de estudio. Los resultados muestran un deficiente cumplimiento del índice propuesto con respecto a prácticas internacionales, debido fundamentalmente a la falta de concientización del problema en los ámbitos gubernamentales nacional y local. Se concluye que este método puede servir para auxiliar a las administraciones públicas en el diagnóstico e intervención a partir de un cambio paradigmático en la forma de abordar el problema.

‣ Participación de los Municipios en la formación de la Política Nacional de Transporte Urbano en Venezuela

Ocaña Ortiz,Rosa Virginia; Urdaneta,Joheni
Fonte: UNIVERSIDAD ZULIA Publicador: UNIVERSIDAD ZULIA
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.0501%
El diseño e implantación de políticas públicas expresas en el área del transporte urbano en Venezuela data de finales de los años ochenta. En él se contempló la “modernización” y la “municipalización” del transporte urbano. El objetivo del presente trabajo es analizar la intervención de los poderes locales en el diseño e implementación de la política de transporte urbano en las ciudades venezolanas. La metodología utilizada consistió en el análisis de información documental y entrevistas semiestructuradas a funcionarios de Alcaldías y del gobierno central. Los resultados indican que la política fue diseñada en el seno del Ministerio de Transporte y Comunicaciones y del Ministerio de Infraestructura, por un grupo de especialistas, siguiendo lineamientos de la banca multilateral, sin consultar a los actores del sistema, y muy especialmente a los Municipios o Alcaldías. Se concluye que los poderes locales han intervenido de forma limitada en la implantación de la política, con muy escaso poder de decisión y siguiendo lo establecido por el gobierno nacional.