Página 1 dos resultados de 2604 itens digitais encontrados em 0.048 segundos

‣ Qualidade nos cuidados de enfermagem: que realidade?

Moura, Sandra Cristina Mendo; Morais, A. M.; Pozzo, V. D.; Brás, Manuel; Anes, Eugénia
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
129.75192%
Este trabalho de revisão bibliográfica foi realizado no âmbito do IX Programa de Doutoramento em Enfermagem, do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa do Porto. A existência de sistemas de saúde que garantam a prestação efetiva de cuidados de qualidade é, atualmente uma das prioridades de variadas organizações, entre elas constam: a ODCE, OMS, SNS e OE. A qualidade dos cuidados de enfermagem para além da importância que tem para a instituição e doente, deve ter uma importância máxima para o prestador de cuidados. O enfermeiro deve almejar a qualidade em cada gesto realizado, deve procurar que o desempenho da sua função seja mais do que uma simples execução de tarefas (Ascensão, 2010). Tem como objetivo Conhecer o estado da arte em língua portuguesa em termos da qualidade dos cuidados de enfermagem. Conhecer as metodologias usadas no estudo da qualidade dos cuidados de enfermagem. Tratou-se de uma revisão de literatura tendo por finalidade identificar o conhecimento existente sobre esta temática. Foi realizada uma pesquisa na base de dados B-On, tendo em conta Dissertações de Licenciatura, de Mestrado, de Doutoramento e artigos, disponíveis em texto integral, que tivessem como palavras-chave no título: Cuidados...

‣ Perceção do estado de saúde dos utentes em cuidados de saúde primários

Praça, Maria Isabel Fernandes; Brás, Manuel; Anes, Eugénia; Geraldes, Maria de Fátima; Neto, Alexandra
Fonte: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) da Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei) Publicador: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) da Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
139.70074%
A saúde é um conceito globalizante, integra várias áreas do conhecimento, social, económico, político, cultural e humano, pois pressupõe um conceito holístico da pessoa. Segundo Albuquerque e Matos (2006) saúde é um desafio, um conceito dinâmico, difícil de definir e medir. Pode dizer-se que é um estado, uma qualidade de vida influenciada por múltiplos fatores ou físicos, mentais, sociais, económicos e ambientais. A avaliação da qualidade de vida começa assim a fazer parte da prática clínica, para medir problemas que interferem no bem-estar e na vida dos doentes, constituindo-se como medidas efetivas para a avaliação terapêutica de doentes e de grupos de doentes (Anes & Ferreira, 2009). Pretendeu-se, avaliar a perceção do estado de saúde nos indivíduos utentes em cuidados de saúde primários, através da aplicação do Instrumento de Avaliação de Saúde (SF-36 v2). Estudo não experimental, analítico e transversal, desenvolvido com uma abordagem quantitativa, utilizando um instrumento genérico de avaliação da Qualidade de Vida - SF 36. A colheita de dados foi efetuada em julho 2010 aos utentes maiores de 18 anos que frequentam os Centros de saúde de um ACES. A amostra é maioritariamente do sexo feminino (71...

‣ A adolescência e a sexualidade. A óptica do enfermeiro dos cuidados de saúde primários português

Brás, Manuel; Anes, Eugénia; Brás, Maria de Fátima Morais; Praça, Maria Isabel Fernandes
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e a Unidade de Investigação em Ciências da Saúde Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e a Unidade de Investigação em Ciências da Saúde
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
139.34009%
Lidar com a adolescência e a “sexualidade”, faz parte das actividades que, embora não oficialmente explicitadas, permeiam todas as acções e comportamentos do profissional de enfermagem dos cuidados de saúde primários, enquanto exigência maior, para desempenhar o seu papel profissional. Os profissionais de enfermagem dos cuidados de saúde primários que se propõem trabalhar com grupos de adolescentes nos Centros de Saúde, Escolas ou Centros Comunitários, sabem que a questão que emerge com particular significado nas discussões é a sexualidade. Pretendemos Identificar conhecimentos e informação, opiniões e atitudes dos enfermeiros dos CSP, face à sexualidade dos adolescentes. Desenvolvemos um estudo descritivo-transversal, com metodologia quantitativa, que faz a abordagem da população em estudo, através de amostragem probabilística, apoiada na amostra aleatória simples. Na recolha de dados foi usado um questionário, constituído por questões fechadas e semiabertas, questões escala e cenário e uma escala de atitudes. Participaram no estudo 1735 enfermeiros, que exercem actividade em 226 Centros de Saúde das 18 Sub-regiões de Saúde do continente e das regiões autónomas Madeira e Açores. Os dados foram colhidos entre 24 de Março a 25 de Junho de 2005. A idade média dos enfermeiros inquiridos é de 39 anos. Pela análise da mediana...

‣ Melhoria contínua da qualidade na prestação de cuidados de saúde ao doente diabético tipo 2

Ferreira, Maria Manuela Pereira; Veríssimo, Manuel Teixeira
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
139.43069%
Estudaram-se os efeitos de um programa de intervenção — Espaço-Tempo do Diabético — sobre a adesão à avaliação da glicemia, os parâmetros antropométricos e fisiológicos, a qualidade de vida e a utilização dos serviços de saúde numa amostra de diabéticos tipo 2 de um Centro de Saúde da SRS de Aveiro. O desenho do estudo consistiu num plano quase-experimental «antes-após com grupo controlo». Assim, os sujeitos foram repartidos nos grupos experimental e de controlo e a avaliação foi feita duas vezes, isto é, no início e no final da experiência interventiva — Espaço-Tempo do Diabético —, que teve uma duração semestral. A medida fez-se sobre as variáveis dependentes predeterminadas: a avaliação da glicemia, os parâmetros antropométricos e fisiológicos, a qualidade de vida e a utilização dos serviços de saúde pelo diabético tipo 2. Constituiu objectivo deste programa de intervenção — Espaço-Tempo do Diabético —, dirigido aos diabéticos do grupo experimental, tornar cada diabético informado acerca da sua doença e processo terapêutico, mas para além disso, como consequência, torná-lo autónomo desse mesmo processo, necessitando somente do profissional da saúde para orientação e gestão do mesmo. Os resultados obtidos permitem concluir a eficácia demonstrada pelo programa de intervenção Espaço-Tempo do Diabético quanto à adesão à avaliação da glicemia semanal...

‣ Os Centros de Saúde em Portugal - A Satisfação dos Utentes e dos Profissionais

Santos, Osvaldo; Biscaia, André; Antunes, Ana Rita; Craveiro, Isabel; Júnior, António; Caldeira, Rita; Charondière, Pascale
Fonte: Ministério da Saúde - Missão para os Cuidados de Saúde Primários Publicador: Ministério da Saúde - Missão para os Cuidados de Saúde Primários
Tipo: Livro Formato: 1992750 bytes; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
129.94963%
A satisfação com os serviços de saúde, na sua dupla vertente da satisfação dos utentes e da satisfação dos profissionais, é uma área complexa e de difícil avaliação mas, ao mesmo tempo, incontornável. A satisfação dos utentes é, actualmente, considerada como um objectivo fundamental dos serviços de saúde e tem vindo a ocupar um lugar progressivamente mais importante na avaliação da qualidade dos mesmos. O aumento da popularidade deste conceito está associado ao seu valor mediador na aliança (e adesão) terapêutica, à evidência de que a satisfação dos utentes está directamente relacionada com os resultados dos cuidados de saúde, influenciando muitos comportamentos de doença e de saúde, e à crescente importância do papel do utente dos cuidados de saúde enquanto consumidor. Mais especificamente, sabe-se que a satisfação dos utentes está associada à taxa de uso de cuidados de saúde, à efectividade das terapêuticas e ao estado geral de saúde. Por seu lado, e numa visão integradora, a satisfação profissional surge como sendo o resultado afectivo da motivação no trabalho, tendo consequências em termos do desempenho no trabalho e, portanto, sendo determinante para o desenvolvimento sustentado dos cuidados de saúde. A satisfação profissional nos serviços de saúde é considerada um elemento estrutural destes e está associada à sua qualidade e resultados...

‣ Adesão à terapêutica como determinante da efectividade dos cuidados de saúde: a problemática da não adesão à terapêutica em doentes submetidos a angioplastia transluminal percutânea coronária

Páscoa, Carla Assunção Parreira
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
149.06381%
Mestrado em Intervenção Sócio-Organizacional na Saúde - Área de especialização: Políticas de Administração e Gestão de Serviços de Saúde.; A não adesão à terapêutica é determinante do aumento de taxas de morbilidade e de mortalidade dos doentes e de perturbações e gastos financeiros das organizações de saúde. O presente estudo teve como objectivo identificar determinantes de não adesão à terapêutica antiagregante plaquetária em doentes que foram submetidos a angioplastia transluminal percutânea coronária. Participaram neste estudo duas amostras de doentes com características demográficas semelhantes mas que deferiam no seu comportamento de adesão. Como metodologia para a identificação das crenças dos doentes em relação à doença ao tratamento foi utilizada um entrevista semi-estruturada baseada nas dimensões do Modelo de Crenças de Saúde. Os resultados evidenciam diferenças entre os dois grupos em especial no que diz respeito a: conhecimento da situação clínica e do tratamento; benefícios/custo do tratamento; consequências; percepção de auto-eficácia e vulnerabilidade. Baseado nos resultados apontam-se pistas de intervenção para a melhoria da qualidade dos cuidados de saúde prestados a estes doentes...

‣ Satisfação do doente cardíaco com os cuidados de enfermagem

Silva, Melânia Cristina Correia
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
139.64185%
Título do trabalho: Satisfação do Doente Cardíaco com os Cuidados de Enfermagem Introdução: A satisfação dos doentes é um indicador imprescindível para avaliar a qualidade dos cuidados de saúde prestados aos cidadãos, beneficiários directos desses cuidados. Objectivos: Identificar o grau de satisfação com os cuidados de enfermagem; analisar a influência das variáveis sociodemográficas, contexto familiar, clínicas, estilos de vida e psicológicas. Metodologia: Estudo quantitativo, não-experimental, descritivo-correlacional e transversal; Amostra: 90 doentes que se encontravam na Unidade de Cuidados Intensivos Coronária no momento da aplicação dos questionários (sexo masculino 64.4%, feminino 36.6%; idade média=64.17anos, dp=15.80). Dados obtidos através de questionário: questões de caracterização Sociodemográfica, Sociofamiliar, Clínica, Estilos de Vida, Psicológica, escala de Apgar Familiar (Smilkstein, 1978), Inventário Clínico de Auto conceito (Vaz Serra, 1985) e Instrumento de Satisfação do Paciente (Oliveira, 2004). Resultados: Da amostra em estudo, 37.8% apresentam-se pouco satisfeitos com os cuidados de enfermagem, 28.9% satisfeitos, 33.3% muito satisfeitos. Variáveis que influenciam a satisfação com os cuidados de enfermagem: Idade (F=2.94; p=0.04); Rendimento mensal (X2=9.975; p=0.019); IMC (β=-0.245; t=-2.328; p=0.022); maturidade psicológica (β=0.388;t=2.129;p=0.036) e impulsividade/actividade (β=0.364;t=2.260; p=0.026) para a dimensão educacional; Impulsividade/actividade (r=0.198; p=0.031) para a dimensão técnico-profissional e o IMC (β =-0.241; t=-2.328; p=0.022) para a satisfação. Conclusão: A satisfação com os cuidados de enfermagem é influenciada pela idade...

‣ Satisfação dos utentes face à prestação de cuidados de saúde

Pontinha, Carlos Manuel Rodrigues
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
140.20616%
Introdução – A prestação de cuidados de saúde de qualidade é uma questão actual e cada vez mais premente, sendo entendida como uma necessidade intrínseca aos próprios serviços, uma vez que estes existem para servir os utentes. Em consequência, é fundamental ir de encontro às suas necessidades, expectativas e conseguir um elevado grau de satisfação dos mesmos com os cuidados. Com a realização deste trabalho pretendemos: descrever as características sócio-demográficas e clínicas da amostra em estudo; determinar a satisfação dos utentes face à prestação de cuidados de saúde, no serviço de Ortopedia da ULSG; identificar as variáveis que mais influenciam a satisfação dos doentes com os cuidados recebidos; e contribuir para a reflexão sobre a problemática. Métodos – Conceptualizámos um estudo transversal, descritivo-correlacional, de natureza quantitativa. Recorremos a uma amostra não probabilística por conveniência, constituída por 52 indivíduos, na sua maioria mulheres, com idades compreendidas entre os 22 e os 89 anos (x=61,56; Dp=18,74). O instrumento de colheita de dados incorporou uma ficha de caracterização sóciodemográfia e clínica, o questionário EQ-5D para avaliação da qualidade de vida e o questionário INPATSAT32...

‣ Contratualização em cuidados de saúde primários

Oliveira, Hélio Domingos Custódio de
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
129.66736%
Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde; O processo de contratualização em Portugal teve início em 1996, acompanhou a reforma nos Cuidados de Saúde Primários com a génese no Projecto Alfa e posteriormente com a criação do Regime Remuneratório Experimental aplicado aos clínicos gerais. Em 2005 assistiu-se ao renascer da contratualização concomitantemente com a actual reforma implementada nos Cuidados de Saúde Primários, com a criação e implementação das Unidades de Saúde Familiar e posteriormente com os Agrupamentos de Centros de Saúde. Com esta investigação pretendeu-se conhecer o impacto desta ferramenta de gestão nas práticas dos profissionais que exercem funções em Unidades de Saúde Familiar da Administração Regional de Saúde Norte, I.P., através de um estudo qualitativo, transversal de natureza exploratória. Foram entrevistados 30 profissionais de saúde (10 médicos, 10 enfermeiros e 10 secretários clínicos) pertencentes a 10 Unidades de Saúde Familiar. Da análise de conteúdo efectuado ao produto das entrevistas, emergiram vários resultados, na opinião destes profissionais, a reforma em curso, melhorou a acessibilidade dos utentes, a organização e funcionamento dos serviços bem como a prestação de cuidados. Relativamente à opinião sobre o processo de contratualização...

‣ Satisfação e qualidade: a visão dos utilizadores das unidades de cuidados de saúde primários de Vila Real

Silva, Lucinda Fátima Costa Vaz
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
139.80735%
Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde; A opinião dos utentes tem tido um papel preponderante para a reforma dos cuidados de saúde primários (CSP) nomeadamente em termos de eficiência económica e melhoria dos cuidados de saúde. O objectivo principal desta investigação consiste em conhecer o nível de satisfação dos utilizadores das Unidades de Cuidados de Saúde Primários de Vila Real (UCSPVR), com os serviços prestados pelos médicos, enfermeiros, administrativos e qualidade das instalações. Como instrumento de recolha de dados aplicámos um inquérito por questionário, sendo este constituído por três partes, uma relacionada com as características sóciodemográficas, outra com as características de contexto da visita ao centro de saúde; e a ultima com a escala de satisfação dos utentes do centro de saúde validada por Raposo et al (2009). Os questionários foram distribuídos pelos funcionários administrativos aos utentes, que recorreram às UCSP de Vila Real durante os dias 3 a 14 de Maio de 2010. A análise estatística dos dados baseou-se nos software SPSS 18.0 e AMOS 18.0. A amostra é constituída por 638 Utentes (314 CSI, 153 CSII e 171 USF), sendo 56,9% do género feminino, 45,3% têm idades compreendidas entre 26 e 45 anos...

‣ O impacto dos factores humanos na segurança em cuidados de saúde : contribuição para uma revisão da literatura

Mendes, Tanya Azeredo
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
139.7785%
RESUMO - A segurança dos doentes é, actualmente, um princípio fundamental dos cuidados de saúde. Apesar desta realidade, cada ponto no processo de prestação de cuidados contém um certo grau de insegurança inerente. Os eventos adversos podem resultar de problemas na prática, produtos, processos ou sistemas. A melhoria da segurança do doente implica um esforço de todo um sistema complexo, envolvendo uma ampla gama de acções de melhoria do desempenho, segurança e gestão ambiental de risco, incluindo, entre outras prioridades, a prática de cuidados de saúde em ambiente seguro e com a melhor qualidade. É sabido que todos os anos morrem nos hospitais portugueses, cerca de três mil pessoas, devido a erros cometidos pelos profissionais de saúde. Compreender o erro humano e intervir de forma adequada nas suas causas, implica, muito mais que uma avaliação do facto em si, mas uma avaliação de toda a estrutura onde é passível de ocorrer um erro. São inúmeros os factores que estão relacionados com esta temática, sendo os factores humanos, aqueles que poderão merecer alguma reflexão, pois são ainda algo omitidos nas orientações de gestão e nas considerações de chefias. Assim sendo, pretende-se que, com este projecto de investigação...

‣ Pagamento em função do desempenho nos cuidados de saúde primários : três serviços nacionais de saúde, três experiências

Sousa, Elisabete Maria de Jesus Teixeira de
Fonte: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
139.76413%
RESUMO – A atribuição de incentivos financeiros em função do desempenho e do alcance de metas de qualidade, aos prestadores e especificamente aos médicos constitui um dos principais paradigmas das reformas dos Cuidados de Saúde Primários (CSP) que ocorrem em diversos países. O pay for performance (P4P) - pagamento em função do desempenho tem sido considerado, a nível internacional, como uma estratégia capaz de imputar mais qualidade, eficiência, acessibilidade e equidade aos CSP, pilares fundamentais na prossecução dos objectivos dos sistemas de saúde. Recompensar financeiramente os prestadores de cuidados pelos resultados em saúde e pela concretização de metas específicas, que reflectem prioridades assistenciais é uma forma de promover a satisfação profissional e estimular o envolvimento no processo de cuidados e nas novas formas de governação clínica. O interesse em desenvolver uma comparação internacional e em particular, através de três sistemas de saúde com serviço nacional de saúde (SNS) no âmbito da caracterização do impacto da implementação do P4P nos CSP prende-se com a importância atribuída aos contributos das experiências do P4P decorridas em diferentes países, onde os mesmos objectivos foram procurados de formas diferentes e obtiveram resultados diferentes. A implementação de programas de P4P no Reino Unido...

‣ Efeitos da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem

Fradique, Maria de Jesus José Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
130.08909%
O desenvolvimento de sistemas de qualidade em saúde, de acordo com o Conselho de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros Portugueses, é uma acção prioritária e os enfermeiros assumem um papel fundamental na definição de padrões de qualidade dos cuidados prestados. Alias, os enfermeiros correspondem ao maior grupo profissional dentro das organizações de saúde e a comunidade espera destes que os cuidados prestados sejam de qualidade. Neste contexto, as organizações de saúde devem promover um ambiente favorecedor do desenvolvimento profissional dos enfermeiros com vista ao empenhamento destes em prol da qualidade dos cuidados prestados aos utentes. Em contextos de melhoria da qualidade, é geralmente reconhecida a importância do factor liderança, que nos modelos de excelência assume inclusivamente um papel de destaque. No entanto, em termos de investigação, a significância dessa relação continua carecendo de suficiente comprovação empírica, principalmente no sector da saúde, sendo que a escassez de investigação relativamente à influência da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de saúde é uma realidade. Neste sentido, pretendeu-se com a elaboração deste estudo, investigar até que ponto a liderança em enfermagem...

‣ Perceção da qualidade dos cuidados de saúde consoante o género dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Outros
Publicado em 03/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
150.34341%
Introdução: É fundamental que o ser humano tenha os meios necessários para a satisfação das suas necessidades enquanto pessoa recetora e emissora de cuidados de saúde. Em saúde deve ser compreendida a coexistência de circunstâncias de índole pessoal e/ou profissional, que podem dificultar ou facilitar o profissionalismo e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados e da promoção da saúde nestes contextos clínicos, onde a prevalência da doença crónica e a mortalidade são altas. Objetivos: Pretende-se identificar as diferenças de perceções da qualidade dos cuidados de saúde inerentes dos profissionais e dos utentes consoante o género, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de saúde e de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, às pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar. Metodologia: Metodologia quantitativa. Estudo descritivo, analítico, transversal, correlacional. Um dos vários objetivos da investigação realizada (Doutoramento), relativo a esta matéria, é conhecer a diferença dos padrões de qualidade dos cuidados de saúde e de enfermagem percecionados pelos enfermeiros e doentes (homens e mulheres). Amostra: 132 utentes e todos os enfermeiros (61) de quatro serviços de contexto cardiovascular. Recolha da informação: Instrumento de Avaliação da Qualidade Hospitalar (IAQH: Admissão...

‣ Qualidade dos cuidados de Enfermagem consoante o género, dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Outros
Publicado em 17/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
130.16774%
Introdução: Em saúde, a qualidade dos cuidados é uma preocupação antiga, havendo ao longo da história a necessidade de saber a opinião de todos intervenientes. É útil compreender a coexistência de variáveis pessoais e/ou profissionais, que podem dificultar ou facilitar o exercício profissional e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem e da promoção da saúde em contextos de doença cardiovascular, onde a prevalência da doença crónica e a mortalidade são altas. Objetivos: Pretende-se identificar as diferenças de perceções da qualidade dos cuidados de enfermagem na perspetiva dos profissionais e dos utentes consoante o género, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, às pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar, tendo em conta a eficácia da comunicação, a utilidade da informação e a qualidade do atendimento e do ambiente terapêutico. Metodologia: Metodologia quantitativa. Estudo: Descritivo; Analítico; Transversal; Correlacional. Um dos vários objetivos da investigação realizada (Doutoramento), relativo a esta matéria, é conhecer a diferença dos padrões de qualidade dos cuidados de enfermagem percecionados pelos enfermeiros e utentes (homens e mulheres). Amostra: 132 utentes e todos os enfermeiros (61) de quatro serviços de contexto cardiovascular. Recolha da informação: Satisfação dos Utentes com os Cuidados de Enfermagem Hospitalar (SUCEH21: Eficácia Comunicação; Utilidade Informação; Qualidade Atendimento; Manutenção Ambiente Terapêutico)...

‣ Satisfação dos utentes com os cuidados de enfermagem na Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Eiras

Lopes, Sónia Maria Godinho Marques
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
129.87728%
A satisfação dos utentes com os cuidados de enfermagem constitui uma realidade pertinente e atual na medida em que a perspetiva do utente é indispensável para a monitorização da qualidade dos serviços de saúde. Representa um indicador importante na avaliação da qualidade dos cuidados de saúde, permitindo uma melhoria contínua dos serviços de saúde. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, de nível I, com abordagem metodológica quantitativa. Tem por objetivo conhecer o nível de satisfação dos utentes com os cuidados de enfermagem na Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Eiras. Os dados (colhidos entre Dezembro de 2011 e Janeiro de 2012) referem-se aos utilizadores desta unidade, constituída por uma população de 9097 utentes pelo que resultou uma amostra composta por duzentos e treze utentes, obtida por amostragem não probabilística acidental, de acordo com os critérios de inclusão. Foi utilizado um formulário, para os dados sociodemográficos e aplicada a escala ?Escala de Satisfação dos utentes com os cuidados de enfermagem no centro de saúde ? SUCECS26? de Ribeiro (2003). Dos resultados, sobressai uma satisfação global de 94,7%. Sendo mais valorizada a qualidade na assistência...

‣ Percepção da qualidade dos cuidados de saúde consoante o género, dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 19/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
150.339375%
Introdução É fundamental que o ser humano tenha os meios necessários para a satisfação das suas necessidades enquanto pessoa receptora e emissora de cuidados de saúde. Em saúde, devem ser compreendidas a coexistência de circunstâncias de índole pessoal e/ou profissional, que podem dificultar ou facilitar o profissionalismo e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados e da promoção da saúde nestes contextos clínicos, onde a prevalência da doença crónica e a mortalidade são altas. Objetivos Pretende-se identificar as diferenças de percepções da qualidade dos cuidados de saúde inerentes dos profissionais e dos utentes consoante o género, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de saúde e de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, às pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar. Metodologia Metodologia quantitativa. Estudo: Descritivo; Analítico; Transversal; Correlacional. Um dos vários objetivos da investigação realizada (Doutoramento), relativo a esta matéria é conhecer a diferença dos padrões de qualidade dos cuidados de saúde e de enfermagem percepcionados pelos enfermeiros e doentes (homens e mulheres). Amostra: 132 utentes e todos os enfermeiros (61)...

‣ Modelo estatístico de avaliação dos cuidados de saúde: excelência clínica

Marques, Bruno da Silva
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
139.51531%
Relatório de estágio de mestrado em Bioestatística, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2013; A avaliação de cuidados de saúde é actualmente uma exigência nacional, pelo que são necessárias metodologias objectivas e consensuais que simultaneamente disponibilizem informação inteligível e promovam a melhoria dos cuidados prestados. Neste âmbito, o projecto \Modelo Estatístico de Avaliação dos Cuidados de Saúde - Excelência Clínica", desenvolvido durante o estágio de 9 meses no sector de Healthcare da Siemens, S.A., visa redefinir o modelo estatístico de avaliação da qualidade dos cuidados de saúde prestados nos prestadores portugueses. O modelo de avaliação actual contempla dois tipos de indicadores: - Indicadores de resultado, que reflectem o efeito dos cuidados de saúde prestados no estado de saúde do utente, com o recurso a modelos que permitem ajustar o risco da ocorrência de um determinado acontecimento consoante as características do utente, permitindo comparar o desempenho observado com o desempenho esperado; - Indicadores de processo, que reflectem o grau de concordância de determinadas práticas com as respectivas regras de conduta (guidelines), comparando-se os desempenhos individuais dos prestadores com o desempenho global. O primeiro objectivo do projecto está ligado aos indicadores de resultado...

‣ Efeitos da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem

Fradique, Maria de Jesus José Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
130.08909%
O desenvolvimento de sistemas de qualidade em saúde, de acordo com o Conselho de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros Portugueses, é uma acção prioritária e os enfermeiros assumem um papel fundamental na definição de padrões de qualidade dos cuidados prestados. Alias, os enfermeiros correspondem ao maior grupo profissional dentro das organizações de saúde e a comunidade espera destes que os cuidados prestados sejam de qualidade. Neste contexto, as organizações de saúde devem promover um ambiente favorecedor do desenvolvimento profissional dos enfermeiros com vista ao empenhamento destes em prol da qualidade dos cuidados prestados aos utentes. Em contextos de melhoria da qualidade, é geralmente reconhecida a importância do factor liderança, que nos modelos de excelência assume inclusivamente um papel de destaque. No entanto, em termos de investigação, a significância dessa relação continua carecendo de suficiente comprovação empírica, principalmente no sector da saúde, sendo que a escassez de investigação relativamente à influência da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de saúde é uma realidade. Neste sentido, pretendeu-se com a elaboração deste estudo, investigar até que ponto a liderança em enfermagem...

‣ Efeitos da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem

Fradique,Maria de Jesus; Mendes,Luís
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
139.88947%
O desenvolvimento de sistemas de qualidade em saúde, de acordo com o Conselho de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros Portugueses, é uma ação prioritária e os enfermeiros assumem um papel fundamental na definição de padrões de qualidade dos cuidados prestados. Em contextos de melhoria da qualidade, é geralmente reconhecida a importância do fator liderança, que nos modelos de excelência assume inclusivamente um papel de destaque. No entanto, em termos de investigação, a significância dessa relação continua carecendo de suficiente comprovação empírica, principalmente no sector da saúde, sendo que a escassez de investigação relativamente à influência da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de saúde é uma realidade. Pretende-se investigar se a liderança em enfermagem percecionada pelos enfermeiros prestadores de cuidados influencia a melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem. Foi aplicado um questionário aos enfermeiros da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco de agosto a outubro de 2011, obtendo-se 184 questionários validados que representam uma taxa de resposta de 65,02%. O modelo estrutural sugere claramente que a liderança em enfermagem está diretamente relacionada (ß=0,724) com a qualidade dos cuidados de enfermagem prestados...