Últimos itens adicionados do Acervo: Fundação Oswaldo Cruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) é uma instituição de nível federal vinculada ao Ministério da Saúde localizada na cidade do Rio de Janeiro, Brasil.

Página 10 dos resultados de 9742 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

‣ Avaliação da competência vetorial da população de Aedes aegypti da ilha de Santiago, Cabo Verde, a diferentes sorotipos do vírus Dengue

Moura, Aires Januário Fernandes da
Fonte: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães Publicador: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Tipo: Dissertação
Português
A dengue é uma arbovirose causada pelo vírus Dengue (DENV), cujos principais vetores são os mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. A. aegypti é o único vetor de DENV em Cabo Verde, país que teve a sua primeira epidemia da dengue registrada em 2009. Contudo, pouco se sabe acerca da variação no nível de competência vetorial das populações do vetor aos diferentes sorotipos de DENV. O estudo teve como objetivo avaliar a competência vetorial de A. aegypti da ilha de Santiago, Cabo Verde, a quatro sorotipos de DENV. Para isso, os mosquitos foram alimentados artificialmente com sangue contendo diferentes sorotipos de DENV, e em seguida dissecados ao 7º, 14º e 21º dia após infecção (dpi) para verificar a presença do vírus no intestino, cabeça e glândulas salivares usando a técnica de RT-PCR. Adicionalmente, o número de cópias de RNA viral presente nas glândulas salivares foi determinado por qRT-PCR. Foram observadas altas taxas de infecção das glândulas salivares para DENV-2 e DENV-3 (65 e 75 por cento respectivamente), enquanto que para DENV-1, o RNA viral só foi detectado no intestino e cabeça, não chegando a infectar as glândulas salivares. DENV-4 não disseminou para cabeça e glândulas salivares...

‣ Fatores associados à subnotificação de TB e Aids, durante os anos de 2001 a 2010, a partir do Sinan

Santos, Marcela Lopes
Fonte: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães Publicador: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Tipo: Dissertação
Português
A comorbidade tuberculose/HIV representa um grande desafio para a redução da incidência dessas duas doenças. O Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) fornece informações importantes para a vigilância epidemiológica e ações de controle dessas doenças. A técnica de relacionamento de bases de dados é utilizada para melhoria da qualidade desses sistemas. Este estudo de corte transversal teve o objetivo de estimar a proporção de subnotificação de TB/Aids nos Sinan assim como os fatores associados à essa subnotificação, no Estado de Pernambuco, de 2001 a 2010. Foi realizada uma análise de duplicidade para verificar os registros referentes ao mesmo paciente. Após a identificação das duplicidades foi realizada a série de linkage, utilizando o software RecLink III. Encontrou-se uma proporção de subnotificação de TB de 29 por cento no Sinan Aids e 38 por cento de subnotificação da Aids no Sinan TB. As variáveis associadas à subnotificação de TB foram: ter TB pulmonar cavitária ou não especificada e ter as duas formas de TB concomitantemente (TB disseminada/extrapulmonar/não cavitária e TB pulmonar cavitária ou não especificada), não residir em Recife e ter sido atendido em outras unidades que não seja Serviço de Atendimento Especializado (SAE) para HIV/Aids. As variáveis associadas à subnotificação de Aids a partir do Sinan TB foram: ser retratamento de TB...

‣ Atuação dos profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família no Recife: desafios e possibilidades

Bezerra, Patricia Araújo
Fonte: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães Publicador: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Tipo: Dissertação
Português
O estudo objetivou compreender a atuação dos profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), no Recife, relativa à relação com a equipe de Saúde da Família e com os sujeitos demandantes de atenção e do cuidado. Foi utilizada a Metodologia de Análise de Redes do Cotidiano, de base qualitativa, com diferentes técnicas de coleta de dados. Inicialmente, foi realizada observação das interações entre os atores envolvidos na pesquisa, seguido de dois grupos focais com desenvolvimento do mapa do grupo. Como sujeitos participantes do estudo estavam incluídos profissionais do NASF e de Saúde da Família, gestores do Distrito Sanitário 2, da Coordenação do NASF e da Gerência de Atenção Básica do município. Os resultados foram trazidos em conjunto com a discussão, através de dois grandes eixos temáticos: 1) Características e ações do NASF no Recife e 2) O NASF e o modelo de atenção à saúde. Através destes eixos foi possível evidenciar potencialidades e dificuldades sobre a inserção dos profissionais no território; a relação entre trabalhadores e gestores; a compreensão da lógica de atuação e organização do NASF e a inclusão dos sujeitos que demandam atenção e cuidado nas ações desenvolvidas. Esta pesquisa contribuiu para uma análise mais detalhada sobre o trabalho na Atenção Básica...

‣ Soroprevalência, fatores e aspectos clínicos associados à leishmaniose visceral canina em Goiana, Estado de Pernambuco, Brasil

Andrade, Thiago André Santos de
Fonte: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães Publicador: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Tipo: Dissertação
Português
A leishmaniose visceral canina (LVC) e uma doença parasitária causada por protozoários do gênero Leishmania, principalmente por Leishmania infantum. A epidemiologia da doença varia de região para região e o entendimento dos fatores associados à infecção em cães pode ajudar na elaboração de medidas de controle mais específicas. O diagnóstico sorológico da infecção sofreu mudanças importantes nos últimos anos com a introdução do TR-DPP® e do estabelecimento de novos critérios de diagnóstico (TR-DPP® + EIE-LVC) pelo Ministério da Saúde. Dentro desse contexto, no presente estudo objetivou-se estudar a epidemiologia da LVC no município de Goiana, estado de Pernambuco, nordeste do Brasil. Para tal, realizaram-se testes sorológicos (TR-DPP® e EIE-LVC) e análise clínico-epidemiológica em 360 cães semi e domiciliados, de ambos os sexos, raças e idades variadas, nos distritos de Atapuz, Tejucupapo e Pontas de Pedra no referido município. No TR-DPP®47 (13,1 por cento) animais foram reagentes, onde se observou associação significativa dos resultados com os seguintes sinais clínicos: alopecia, lesões na pele paresia e linfonodomegalia. Já no EIE-LVC 21 (5,8 por cento) animais foram reagentes, havendo associação significativa entre a classificação clínica dos animais...

‣ Prevalência da infecção pelo HIV e desfecho do tratamento da tuberculose em indivíduos atendidos na rede de saúde do Recife

Vilela, Maria Júlia Barros
Fonte: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães Publicador: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Tipo: Dissertação
Português
A associação da tuberculose (TB) e o vírus da imunodeficiência humana (HIV) representa um grande desafio para o controle da tuberculose em diversos países. Na Cidade do Recife, a TB é um relevante problema de saúde pública, caracterizada pela sua elevada morbimortalidade. Objetivo: Conhecer a prevalência da infecção pelo HIV e os principais desfechos do tratamento da TB entre indivíduos atendidos na rede de saúde de TB do Recife Método: Estudo de corte seccional onde foi estimada a prevalência de período, por três meses agosto a outubro de 2009, nas unidades de saúde do Recife. Para estimativa da prevalência foram realizadas sorologias para HIV através do teste rápido anti-HIV e ELISA. Os indivíduos foram analisados quanto ao desfecho do seu tratamento em relação à cura, abandono e óbito. Resultados: dos 358 indivíduos atendidos com TB no período do estudo, 315 (88 por cento) tiveram sua sorologia para HIV realizada, com 16 indivíduos positivos, resultando numa prevalência de coinfecção TB/HIV de 5,1 por cento, maior no sexo feminino, com faixa etária dos 18 a 49 anos. Na análise dos desfechos do tratamento da TB, o grupo de indivíduos com TB soronegativos ao HIV obteve os melhores resultados de tratamento...

‣ Análise da soroprevalência da hepatite A em povoados de Tocantinópolis e índios Apinajé em Tocantins \2013 Brasil

Oliveira, Guilherme de Macêdo
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
A hepatite A é uma doença hepática aguda, causada pelo vírus da hepatite A (HAV), um vírus de RNA da família Picornaviridae com transmissão fecal-oral. Atualmente, o Brasil apresenta um padrão de endemicidade intermediária da doença. Normalmente, a doença possui curso autolimitado e é benigna, porém existem formas graves que podem causar insuficiência hepática aguda em 0,01% dos casos. Além de medidas sanitárias, outro método importante de prevenção é a utilização de vacinas inativadas, esta porém só é utilizada na imunização de grupos de risco. É conhecido o elevado risco de infecção pelo HAV em comunidades nativas no mundo, no entanto, poucos trabalhos abordam este tema em comunidades indígenas do Brasil. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de hepatite A em aldeias e povoados pertencentes a reserva Apinajé, Tocantinópolis/TO. Foram analisadas 799 amostras sorológicas para anti-HAV total, sendo 358 indígenas e 441 dos povoados locais, em onze comunidades geograficamente separadas. Para tal, utilizou-se o Kit imunoenzimático comercial da marca Diasorin®. A prevalência total de anti-HAV na população estudada foi de 85,5 %. A localidade que apresentou maior prevalência foi a Aldeia Girassol (95...

‣ Pesquisa de anticorpos anti- hantavírus em casos suspeitos de leptospirose em um Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para Leptospirose (2008-2011) no Rio de Janeiro

Barbosa, Angélica Tapia de Lima
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
A leptospirose é uma zoonose endêmica no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro caracteriza-se como uma doença infecciosa febril aguda, potencialmente fatal, principalmente na forma pulmonar. Esta doença tem manifestação proteiforme que requer diagnóstico diferencial com várias doenças infecciosas endêmicas, fato que torna seu diagnóstico difícil e complexo, em especial nos períodos de epidemias. Entre estas doenças infecciosas, destaca-se a síndrome pulmonar por hantavírus (SPH), uma zoonose emergente restrita às Américas, adquirida a partir de roedores silvestres, cujo espectro clínico varia, de doença febril aguda inespecífica a quadros pulmonares e cardiovasculares mais graves e fulminantes caracterizados por insuficiência respiratória com letalidade de 40 a 60%. Considerando que ambas as zoonoses têm os roedores como reservatórios e apresentam particularidades clínicas semelhantes, principalmente com relação à forma pulmonar da leptospirose (FPL) e a SPH, torna necessário o diagnóstico diferencial em pacientes com quadro infeccioso agudo febril com manifestação respiratória procedentes de áreas onde existam espécies de roedores silvestres infectadas Embora até a presente data nenhum caso de SPH tenha sido notificado no estado do Rio de Janeiro...

‣ Relação entre a irregularidade do tratamento poliquimioterápico e a ocorrência de episódios reacionais em pacientes com Hanseníase

Silva, Mariana França da Cunha e
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
A hanseníase é uma doença infecciosa crônica que se caracteriza por um espectro de manifestações clínicas dermatoneurológicas associadas com diferentes padrões de resposta imune. A baixa aderência é responsável pela manutenção de fontes potenciais de infecção, complicações irreversíveis, cura incompleta e, adicionalmente, pode conduzir a resistência a múltiplas drogas. Muitos fatores são responsáveis pela irregularidade do tratamento ou abandono: fatores socioeconômicos, escolaridade, conhecimento sobre a doença, a falta de eficiência dos serviços de saúde, demografia, efeitos colaterais das drogas, alcoolismo, episódios reacionais , entre outros. O estudo realizado foi retrospectivo, de coorte, a partir do levantamento de dados dos pacientes diagnosticados com hanseníase no Ambulatório Souza Araújo /Fiocruz,Rio de Janeiro, que receberam tratamento padrão com poliquimioterapia entre os anos de 1997 e 2007.O presente estudo analisou as características epidemiológicas, clínicas e laboratoriais do grupo em abandono do tratamento com a poliquimioterapia (PQT) e as características do grupo alta por cura. A proporção de abandono foi baixa, provavelmente em razão do local do estudo ser um centro de referência para tratamento e pesquisa Houve um predomínio do sexo masculino nos dois grupos...

‣ Caracterização dos mecanismos de microvesiculação de trofozoítos de Giardia intestinalis e determinação do papel das microvesículas na interação com células hospedeiras

Mojoli Le Quesne, Andrés Hernán
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
Giardia intestinalis (G. intestinalis) é o parasita gastrointestinal mais comum que coloniza o trato intestinal humano onde permanece extracelular e aderido às células intestinais. O parasita tem uma distribuição mundial, causando um número estimado de 2.8x108 casos por ano e recentemente a doença foi incluída como parte da Iniciativa das Doenças Negligenciadas da Organização Mundial de Saúde. As manifestações clínicas da giardíase são variáveis, e vão desde a ausência de sintomas até diarreias agudas ou crônicas. Adicionalmente, estudos recentes indicam que distúrbios gastrintestinais funcionais, tais como a síndrome do intestino irritável, e o déficit de crescimento em crianças podem ser associados com a infecção por G. intestinalis. Apesar da alta prevalência e das consequências desta doença, os mecanismos fisiopatológicos subjacentes na giardíase ainda permanecem incompreendidos. Os trofozoítos causam a doença sem penetrar no epitélio intestinal, nem entrar na corrente sanguínea e sem secretar nenhuma toxina conhecida. Nos últimos anos, tem sido descrito que as vesículas extracelulares podem participar na interação parasita-célula hospedeira. As vesículas extracelulares podem ser: microvesículas (MVs) e derivadas da membrana plasmática; exosomos...

‣ Caracterização molecular e demografia histórica de populações do camarão sete-barbas - Xiphopenaeus Kroyeri - (Heller 1889) do sudoeste do Atlântico por meio de polimorfismos de microssatélites e do gene COI

Piergiorge, Rafael Mina
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
Xiphopenaeus kroyeri (Heller, 1862) é uma das espécies brasileiras mais importantes comercialmente, sendo explotada em toda a costa, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. A partir da década de 60 sua explotação apresentou um grande crescimento, com oscilações até a década de 80. No entanto, após a década de 80 ocorreu um grande declínio na captura e, no período de 1990-1994, estão registrados os mais baixos valores das últimas décadas. Desde então o recurso encontra-se no limite de sustentabilidade. Em 2006, foram identificadas duas espécies crípticas em Xiphopenaeus no Atlântico. Entretanto, os órgãos responsáveis desconsideram essa informação, o que provavelmente acarretará consequências graves para uma ou ambas as espécies. O presente trabalho teve como objetivo: (1) ajustar as condições de amplificação de loci EPIC e caracterizar populações das duas espécies; (2) realizar análise populacional e demográfica histórica de Xiphopenaeus sp. I, em dez pontos ao longo da costa, através de polimorfismos do gene COI; e (3) ajustar as condições de amplificação de loci microssatélites e analisar quatro populações do Brasil. Apesar de resultarem em amplificações, os marcadores EPIC foram monofórmicos nas duas espécies. Em relação ao marcador COI...

‣ Organização e evolução da família gênica carboxilesterase em artrópodes

Torres, André Luiz Quintanilha
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
A família gênica das carboxilesterases (CCEs) é muito diversa e, em insetos, está dividida em três principais classes. Duas classes, Detoxificantes e Processamento de hormônios e feromônios, contêm genes majoritariamente catalíticos envolvidos com o metabolismo de xenobióticos e degradação de moléculas de hormônios que sinalizam processos importantes como a ecdise. No entanto, alguns destes genes já foram implicados na resistência a organofosforados (OP) e carbamatos (CX) em diversas espécies artrópodes. A classe Desenvolvimento neuronal contém genes não catalíticos, com exceção do codificante para a enzima acetilcolinesterase que é alvo de OP e CX. Este gene também já foi implicado na resistência a inseticidas por insensibilidade do sítio alvo. Isso faz com que essa família seja importante no monitoramento e controle de insetos vetores e pragas agrícolas. Todos os membros possuem o domínio COesterase que é caracterizado pela dobra alfa/beta hidrolase que posiciona os três resíduos da tríade catalítica (Ser-Glu-His ou Ser-Asp-His) no fundo da cavidade de ligação com o substrato. Estes genes evoluíram por duplicação, em sua maioria por recombinação desigual, e por isso as cópias tendem a ficar dispostas em clusters no genoma. Nesse trabalho foram identificados 1299 CCEs homólogas em 36 espécies (33 de insetos) e foi observada uma média de 36 sequências por espécie. Ixodes scapularis (71) e P. humanus (17) possuem o maior e o menor número de CCEs...

‣ Desenvolvimento de uma abordagem computacional para a tradu????o in silico de variantes de splicing detectadas no transcriptoma humano

Silva, Raphael Tavares da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
Um dos mecanismos capaz de aumentar a diversidade do proteoma de eucariotos ?? o splicing alternativo nos pr??-mRNAs. Este mecanismo celular ocorre durante a transcri????o dos genes, sendo ocasionado por um ou mais dos seguintes eventos: reten????o de ??ntrons, uso alternativo de s??tio de splice 5', uso alternativo de s??tio de splice 3' e uso alternativo de ??xons. An??lises recentes de Bioinform??tica utilizando experimentos de RNA-Seq mostram que aproximadamente 90% dos genes humanos produzem mais de um transcrito decorrente de eventos de splicing alternativo. O impacto do splicing alternativo no proteoma humano vem sendo alvo de algumas abordagens de Bioinform??tica, sendo esperado que uma grande por????o de tais transcritos alternativos possa alterar o conte??do da cadeia polipept??dica obtida ap??s a sua tradu????o. Devido ?? sua import??ncia, diversos trabalhos j?? foram desenvolvidos com o objetivo de facilitar a identifica????o de eventos de splicing alternativo a partir de dados provenientes de cDNA, bem como sua associa????o com a estrutura das prote??nas de suas isoformas. Entretanto, s??o poucas as abordagens que realizaram a tradu????o in silico do transcriptoma humano na busca por variantes de splicing e a utiliza????o de dados oriundos de sequenciadores de segunda gera????o (NGS) ainda ?? muito pouco explorada para tratar do tema. Desta maneira...

‣ G-CSF suppresses allergic pulmonary inflammation, downmodulating cytokine, chemokine and eosinophil production

Queto, T??lio; Vasconcelos, Zilton F. M.; Luz, Ricardo Alves; Anselmo, Carina; Guin??, Ana Am??lia A.; Silva, Patricia Machado R.; Farache, J??lia; Cunha, Jos?? Marcos T.; Bonomo, Adriana C.; Elsas, Maria Ignez Capella Gaspar; Xavier-Elsas, Pedro Paulo
Fonte: Elsevier Science Publicador: Elsevier Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português

‣ Immune allergic response in asperger syndrome

Magalh??es, Elizabeth S.; Pinto-Mariz, Fernanda; Bastos-Pinto, Sandra; Pontes, Adailton T.; Prado, Evandro A.; Azevedo, Leonardo C. de
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português

‣ Investigação da Atividade e Mecanismos de Ação Leishmanicida e/ou Tripanocida de Produtos Naturais e um Derivado

Tunes, Luiza Guimarães
Fonte: s.n. Publicador: s.n.
Tipo: Dissertação
Português
No Brasil, a doença de Chagas e as leishmanioses têm importante impacto na saúde pública. Os fármacos usados no tratamento dessas enfermidades apresentam limitações que tornam necessária a busca por novas alternativas terapêuticas. Nesse sentido, no presente estudo foram selecionados sete produtos naturais bioativos (PNB) e um derivado de produto natural (dPNB) e suas atividades tripanocida e leishmanicida foram determinadas e/ou confirmadas. A eleuterine, a tiofenonaftoquinona (TNQ) e a aurentiacina foram descritas como leishmanicidas pela primeira vez, sendo suas atividades antiamastigota de 99, 99 e 98 %, respectivamente. O lapachol, a chalcona 1 e a chalcona 2 tiveram o efeito leishmanicida confirmado com atividade de 85, 99 e 99 %, respectivavente. Nenhuma substância foi considerada ativa no modelo de T. cruzi utilizado. Devido às quantidades de substâncias disponíveis, apenas o lapachol e a TNQ tiveram seus mecanismos de ação leishmanicida estudados. As concentrações inibitórias de 50% (CI50) da TNQ foram inferiores àquelas do lapachol em promastigotas (2 e 25 μM), amastigotas recuperadas de lesão (22 e 224 μM) e amastigotas intracelulares (7,4 e 84 μM). A razão entre a CI50 em amastigotas intracelulares e macrófagos foi utilizada para o cálculo do índice de seletividade...

‣ Técnicas de risco desenvolvidas na experimentação com roedores

Presgrave, Octavio Augusto França
Fonte: Ed. Fiocruz Publicador: Ed. Fiocruz
Tipo: Parte de Livro
Português

‣ Alternativas para animais de laboratório: do animal ao computador

Presgrave, Octavio Augusto França
Fonte: Ed. Fiocruz Publicador: Ed. Fiocruz
Tipo: Parte de Livro
Português

‣ Avaliação da resposta inflamatória tecidual de pacientes com Leishmaniose cutânea recente

Saldanha, Maíra Garcia
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
Introdução: A leishmaniose cutânea (LC) é a forma clínica mais frequente da leishmaniose humana, considerada um importante problema de saúde no Brasil. A infecção por Leishmania braziliensis induz um amplo espectro de lesões que pode se manifestar como uma única lesão cutânea localizada, geralmente em partes descobertas do corpo. Tem início com uma pápula, caracterizando a leishmaniose cutânea recente (LCR) e, na maioria dos casos, tende a desenvolver uma úlcera, representando a leishmaniose cutânea clássica (LCC). Pacientes com LCR apresentam um elevado número de parasitas na lesão e, frequentemente, não respondem positivamente à terapia padrão, desenvolvendo a lesão mesmo após o tratamento. Objetivo: Descrever de modo comparativo os aspectos histopatológicos na Leishmaniose Cutânea Recente e Leishmaniose Cutânea Clássica. Métodos: Secções histológicas obtidas de biópsias de pele de 15 pacientes com LCR e 28 com LCC, foram coradas em HE e mensuradas as áreas de inflamação e necrose nas diferentes fases da doença. Realizamos imunohistoquímica para marcação de células CD3+, CD4+, CD8+, CD20+, CD68+ e CD138+. Além disso, utilizamos a microscopia eletrônica de transmissão para identificar morfologicamente as células...

‣ Major surface protein LipL32 is not required for either acute or chronic infection with Leptospira interrogans.

Murray, Gerald L; Srikram, Amporn; Hoke, David E; Wunder Junior, Elsio Augusto; Henry, Rebekah; Lo, Miranda; Zhang, Kunkun; Sermswan, Rasana W; Ko, Albert Icksang; Adler, Ben
Fonte: American Society of Microbiology Publicador: American Society of Microbiology
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português

‣ Avaliação da influência da Wolbachia na infecção e transmissão vertical do vírus dengue em mosquitos Aedes aegypti

Pacidônio, Etiene Casagrande
Fonte: s.n. Publicador: s.n.
Tipo: Dissertação
Português
A dengue é um problema médico crescente em países subtropicais e tropicais. A dengue é uma infecção viral que apresentem quatro sorotipos distintos, DENV-1 a - 4, sendo recentemente relatado o quinto sorotipo, DENV-5, na Malásia. Estes são transmitidos pela picada de mosquitos infectados do gênero Aedes, sendo o Aedes aegypti o principal vetor. Atualmente, a prevenção e controle da dengue dependem exclusivamente de medidas de combate ao vetor, e estas apresentam-se ineficientes, principalmente em países em desenvolvimento. Nesse contexto, há a necessidade da busca de novas estratégias que possam ser utilizadas concomitantemente com as formas de controle já existentes. A Wolbachia é uma bactéria intracelular, amplamente conhecida por promover o fenótipo de bloqueio do vírus dengue em mosquitos A. aegypti. Apesar disto, não se conhece se a Wolbachia é capaz de interferir na infecção da progênie de mosquitos infectados com o vírus dengue, fenômeno conhecido como transmissão vertical. A transmissão vertical pode estar associada com a manutenção do vírus em períodos interepidêmicos ou em locais nos quais a transmissão ativa está diminuída. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar se a Wolbachia introduzida na linhagem brasileira de A. aegypti influencia a transmissão vertical da dengue. Duas metodologias de infecção foram utilizadas: infecção oral e nanoinjeção intratorácica...